Entrevista: Jared Leto para a revista francesa L’officel Homme, Ed. Março
04, mar de 2017

A edição de março da revista francesa L’officel Homme traz Jared Leto em duas capas alternativas. Como havíamos dito anteriormente, além do Jared ser capa desta edição, ele concedeu uma pequena entrevista para os redatores. Você pode conferir as scans da revista logo abaixo da tradução da entrevista feita pela nossa equipe:


Autor: Dan Thawley
fotógrafo: Thomas Whiteside
estilista: Nicolas Klam

Os rumores dizem que você vai produzir um filme sobre a vida de Andy Warhol e que também irá interpretar o papel. Verdadeiro ou falso?

Jared Leto: É tudo verdade! Andy é o artista mais famoso do mundo. Uma incrível combinação de fama e infâmia. Mas nenhum filme grande nunca se interessou por sua história. O que eu quero mostrar nas telonas é como o seu jeito de quebrar as regras mudou o mundo. Andy Warhol nos ensinou que as possibilidades de existência são múltiplas. É sobre aprender a cavar um pouco mais dentro de nós mesmos.

Como você entra na mente de um artista como o Warhol?

É um processo emocionante, tipo um quebra-cabeça. É por isso que eu definitivamente quero filmar em Nova York: a cidade é um personagem em si. Andy mostrou apenas uma faceta de sua personalidade. Poucas pessoas realmente o conhecia. É muito emocionante cavar e tentar descobrir quem ele realmente era.

Qual é o seu envolvimento no mundo da arte hoje?

Eu sempre fui um artista. Antes mesmo de começar a minha carreira, eu fui um estudante em uma escola de arte. Eu cresci cercado por artistas. E se parei de pintar, é porque eu encontrei outros meios que me permitiram expressar a mim mesmo.

Quais são as mais importantes colaborações artísticas de sua carreira?

Eu provavelmente diria que são os laços com diretores e atores em filmes como O Clube de Compras Dallas  e Réquiem para um Sonho. Trabalhar com David Fincher e Aronofsky marca você. Há alguns anos, eu escrevi uma música chamada Hurricane com Kanye West. Também fez parte da experiência que me marcou. Agora, eu trabalho com meu irmão Shannon em um novo álbum com nossa banda, o Thirty Seconds to Mars. É uma experiência diferente, é claro, mas com o meu irmão, nossas relações são incrivelmente desafiadoras, como se tivéssemos gastando nossas vidas para resolver problemas criativos. Na verdade, percebi que adoro colaborar com os outros. Eu não sou um lobo solitário. Eu amo por exemplo, trabalhar com Terry Richardson, um dos maiores artistas da nossa geração. Ele transformou a representação visual da moda muito mais do que qualquer outra publicidade. Terry nos mostrou que não era necessário possuir uma câmera de US $ 10.000 de dólares para tirar fotos maravilhosas, porque a emoção e curiosidade podem preceder sobre tudo.

Como consegue equilibrar há tanto tempo a sua carreira de ator, músico e empresário? Você coloca partes de sua personalidade em espera e outros que nem chega a manifestar?

Não necessariamente, é como um todo. É até divertido passar os resultados de exploração de um domínio para outro. Empreendedorismo, por exemplo, é uma parte muito importante da minha vida. Eu gosto de trabalhar com empresas que operam nas novas tecnologias. Eu aprendi muito conversando com pessoas que fundaram o Airbnb e Uber, aplicando estes resultados em outras partes da minha vida. Tudo isso segue a mesma abordagem: habilidades para resolver problemas, convocando o aspecto criativo de sua personalidade.

Isso se aplica na moda? Muitas vezes te vimos com o Alessandro Michele, o diretor artístico da Gucci.

Nós nos conhecemos em Los Angeles. Nós temos a mesma idade, o mesmo senso de humor. Hoje somos realmente muito próximos. É um fenômeno incrível. Ele é tão criativo e divertido, tudo se conectou! O que o faz original é a sua capacidade de colocar amor, muito amor em seu trabalho. Bondade também. Isso não somente criar roupas legais e confortáveis de usar. Não, é algo a mais que não tem nada a ver com o conhecimento ou com temas de inspiração. Este é um ingrediente especial: a celebração da alegria de viver e de existir. As pessoas sentem isso.

Vocês poderiam trabalhar juntos em um filme?

Oh sim! Na verdade, nós conversamos sobre um projeto muito específico. Vamos ver o que acontece. Prefiro não ir longe demais. O que é certo é que ele seria uma opção fantástica para um filme.

Quais são os seus outros futuros projetos no cinema? Já há muitas especulações sobre “Blade Runner 2049”.

Sim, o filme está em produção. Eu o filmei antes de The Outsider. Mal posso esperar para que ele seja lançado. Blade Runner é um dos meus filmes favoritos. Eu realmente queria fazer parte desse incrível projeto do diretor Denis Villeneuve. O elenco é demais. Harrison Ford é uma lenda em todos os sentidos e eu aprendi muito com ele.

O que podemos esperar de Jared Leto em 2017?

Um novo álbum de Thirty Seconds to Mars para começar! E tenho certeza que com o meu irmão, começaremos uma turnê muito em breve. Provavelmente iremos lançar dois filmes no final do ano e uma nova temporada do documentário que eu produzo e dirijo chamada Beyond the Horizon. Dez novos episódios desta série será transmitida: Eu queria abordar pessoalmente o olhar sobre o futuro e trazer vários pensadores de todos os continentes. Eu já comecei a entrevistá-los. Isto é um olhar provocador do futuro, o futuro político em particular. Não só sobre o futuro político dos Estados Unidos que virá à tona, mas do mundo todo.

Coiffure: Hollie Mills
Maquiagem: Jamie Taylor
Assistentes de fotografia: Nate Hoffman e Ed Mumford
Assistentes de moda: Ali Miller e Maria Garcia


Fonte: lofficel.com

Jared Leto Jared Leto

COMPARTILHE A POSTAGEM
TWITTER FACEBOOK GOOGLE + TUMBLR
Teen Beat Magazine
Premiere de Sleepers, A Vingança Adormecida
Fotos para a NYLON
Festival de Cannes: Retratos
THE 99X BIG DAY OUT 500 (18 DE SET.)
MTV Europe Awards: Potraits
JARED LETO BRASIL 2014 - ∞ SOME RIGHTS RESERVED { | } SITE DESENVOLVIDO POR KITTY ON FLEEK